10/08/2017 10:04:00

Desperte o coach que existe em você

Talia Jaoui



Divulgação

Mudar hábitos e traçar novos desafios são metas que são simples na teoria, mas que na prática dependem de uma série de fatores. O principal deles é investir seu tempo em você mesmo. Despertar o coach que existe dentro de você, seja para mudar de profissão, para ingressar em um novo projeto, mudar radicalmente de vida ou apenas alcançar novas metas. É um exercício complexo, mas que rende resultados positivos.

Quando temos um objetivo, temos duas possibilidades. A primeira é saber onde estamos e assim traçarmos um caminho para algum lugar. A segunda é saber onde queremos chegar e assim traçar os passos de lá para cá. Nosso caminho aqui será entender onde estamos e assim planejarmos a rota e agirmos. É importante ressaltar que algumas atitudes, como a falta de julgamento e a quebra de crenças limitantes, podem nos levar a um mundo de possibilidades, geradas por nós mesmo através de determinação e da retomada de atitudes. 

Os rumos da carreira, dos negócios e projetos, estão baseados em uma série de ações que precisamos organizar como uma orquestra, como saber gerenciar o tempo para não se sabotar nem procrastinar. Outros pontos relevantes são: lembrar do passado como ponto de partida para agir no futuro; buscar pessoas que são referências de forma a modelar atitudes, estratégias e pensamentos; desenvolver competências em diferentes situações; alinhar o futuro de acordo com sonhos e metas profissionais, entre outros.

O fundamental é que a mudança deve ser imediata. Às vezes não mudamos por não sabermos como começar. E só mudamos tomando atitude. Ou melhor, falando menos e fazendo mais. Pense nisso, pense se já não passou da hora de transformar tudo dentro e fora de você.

Na obra mais recente sobre o assunto, “A Revolução do Coaching”, estes temas são abordados e são traçados caminhos para desenvolver um processo que levará à autoconsciência de comportamentos e atividades necessárias, muitas vezes deixadas de lado por falta de acompanhamento e planejamento.

Ao longo da obra, desafios e novos exercícios interativos são apresentados em torno de oito ferramentas, chamadas "places", cada uma com determinado momento de aprendizagem. Cada place é composto por três fases: sketch (identificação de fatores, situações e reflexões importantes), gateway (momento de fazer escolhas) e flurry (fase em que irá definitivamente agir e sair da zona de conforto).

E sair da zona de conforto é o passo inicial para acordar o coach que há em cada um de nós. Agir, pensar positivo e “fora da caixa” habitual, colocar boas energias em novos projetos em prática, são ações que certamente mudarão o cenário da sua vida profissional e pessoal.

* Psicóloga, Master Coach Trainer e palestrante comportamental, autora dos livros “Quando! Quando… Quando”? e “A Revolução do Coaching”. Coautora dos livros “A Elite do Coaching”, vols. I e II.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário