13/08/2017 21:00:00

Meu Cão Foi Diagnosticado com Leishmaniose Visceral, e Agora?




YouTube
Talvez a leishmaniose não seja uma doença totalmente desconhecida para você, mas, infelizmente, vem sendo negligenciada pela sociedade, principalmente quando se trata da leishmaniose visceral canina.

A leishmaniose visceral canina é transmitida aos cães através da picada de insetos chamados flebotomíneos, conhecidos popularmente como "mosquito-palha", "birigui" ou "cangalhinha". A transmissão depende da presença do vetor flebotomíneo, de um hospedeiro susceptível ( no caso o homem ou o cão) e o reservatório infectado, que no ambiente urbano é o cão.

Um dos grandes desafios atuais para o combate à doença são as questões socioeconômicas, como saneamento básico, limpeza dos bairros e falta de informação da população sobre a leishmaniose. O mosquito transmissor, diferentemente do que ocorre com o mosquito da dengue, não se reproduz através da água, mas sim, por meio de matéria orgânica. Por isso é muito importante que os quintais, ruas e lixeiras sejam alvos de constante limpeza e atenção.

Outra medida de prevenção é o controle do animal, que pode ser realizado através da vacina, coleiras inseticidas e o teste para identificar se seu animal está ou não infectado, que pode ser feito em clínicas particulares ou através de testes públicos. É recomendável que o teste seja feito no mínimo duas vezes ao ano.

O Centro de Controle de Zoonoses (CCZ),funciona na Av. Simon Bolívar, 713, bairro Cidade Nobre em Ipatinga. O atendimento é feito de 7h20 às 15h30. Vale lembrar que, caso o seu cãozinho seja diagnosticado pelo pessoal da Zoonose com o resultado positivo, isto não é sinal de que o seu animal precisará ser sacrificado.

A leishmaniose tem tratamento. E assim como qualquer doença, se descoberta no início, tem uma melhor resposta aos cuidados. Cuidar do seu animal é proteger também a sua família. Assim sendo, não deixe que o descuido prejudique a quem você ama.

Para esclarecer um pouco mais sobre esse assunto, nós convidamos a médica veterinária Shara Regina, que atua também como responsável técnica da ONG “Meu Amigo Cão”. E foi um bate-papo informativo e muito bacana!
Dúvidas? Perguntas? Sugestões? Deixe nos comentários!

Micaela Sousa

PRODUÇÃO VILLA LIANDA
- Roupa e Sandália: Villa Lianda https://www.instagram.com/lojavillalianda/ (@lojavillalianda)
- Maquiagem: Amélia Vaz https://www.instagram.com/ameliavazmakeup/(@ameliavazmakeup)
MAIS FOTOS
Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário