14/07/2017 12:26:00

Inverno: tempo de renovação celular



GB Imagem


As temperaturas caem, e o tempo fica ideal para os tratamentos faciais
Dentre os tratamentos de pele, o peeling é o preferido nos consultórios de dermatologistas e centros de estética. E também é muito procurado quando as temperaturas caem. O inverno é a melhor época do ano para submeter a pele a este tipo de procedimento. Rugas, manchas, cicatrizes e sulcos são consequências que o sol, o vento, o processo de envelhecimento, as alterações hormonais e características genéticas podem causar na pele, em especial no rosto.

Existem diversos tratamentos para recuperar a saúde e a aparência da pele. Um dos preferidos das mulheres e dos homens é o peeling químico. A técnica consiste em aplicar uma solução que retira as células mortas e estimula a produção de novas células, renovando a pele.

O objetivo do peeling químico é descamar a pele sob controle, retirar as camadas de células danificadas. De acordo com os resultados pretendidos e as condições da pele, aplica-se o ácido em diferentes intensidades e concentrações.

GB Imagem


Recorra aos tratamentos hidratantes para manter a pele ainda mais viçosa
A pele deve ser limpa antes. O ácido é aplicado até surgir uma área branca, ou “frost”, aí é feita a aplicação de um neutralizador e protege-se a pele da luz. Usar protetor solar é fundamental e pode ser necessário o uso de hidratante. E atenção: este procedimento deve ser realizado por dermatologistas ou cirurgiões plásticos.

Para o peeling de intensidade fraca é utilizado o Ácido Retinóico; para a intensidade intermediária, o Ácido Tricloro Acético, também conhecido como TCA ou ATA, e para um tratamento mais profundo é utilizado o Ácido Fenol.

O número de sessões pode variar conforme o caso. Com o Ácido Retinóico a aplicação deve ser feita por 30 dias em casa. Com o TCA, deve-se aplicar a substância duas vezes no intervalo de 30 dias por um profissional especializado. O Fenol não exige reaplicação e também deve ser manuseado somente no consultório ou centro cirúrgico.

Os resultados podem ser duradouros, dependendo dos hábitos de vida do paciente e dos cuidados com a pele. O fumo, a exposição prolongada ao sol, ao vento e ao frio e a falta de hidratação da pele podem prejudicar os efeitos da técnica. É imprescindível a manutenção do tratamento, que se dá a partir dos cuidados básicos com a pele, como o uso constante de filtro solar e hidratação diária, além da adoção de hábitos de vida saudáveis.


Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário