10/07/2017 10:13:00

Ataque a banco termina com um PM e um vigilante mortos por criminosos

Assalto ocorreu na cidade de Santa Margarida, na Zona da Mata mineira



Com atualização de dados às 22h10

Wesley Rosa Firmino, 23 anos; Josimar Pereira Rodrigues, 30 anos; e Sirlande da Silva Ferreira, 27 anos - Os três primeiros acusados de envolvimento com o ataque, cercados em uma lavoura e presos por força-tarefa policial

Um assalto a agências bancárias em Santa Margarida, na Zona da Mata mineira, terminou com dois mortos, um cabo da polícia militar e um vigilante. Três criminosos foram presos no cerco policial realizado na área rural do município, localizado a 190 quilômetros de Ipatinga. Os três, que são da região da Zona da Mata, foram identificados como Wesley Rosa Firmino, 23 anos; Josimar Pereira Rodrigues, 30 anos; e Sirlande da Silva Ferreira, 27 anos. O quarto suspeito Daniel Rodrigues Aguiar, 34 anos, continuava foragido.

O assalto ocorreu por volta das 9h, quando quatro bandidos cercaram as agências dos bancos, Sicoob e do Brasil, no centro de Santa Margarida. Armados com cartucheiras de calibre 12 e fuzil 5.56, os criminosos roubaram no primeiro banco e acabaram atirando contra o vigilante Leonardo José Mendes, 53 anos, que trabalhava na agência vizinha. Inicialmente foi divulgado que eram oito criminosos, mas a Polícia Militar concluiu que eram quatro.

O roubo não foi realizado na segunda agência, dada a resistência encontrada, primeiro com vigilantes armados, da agência alvo dos criminosos e, em seguida, por dois policiais militares que se encontravam na cidade, que tem cerca de 16 mil habitantes.

O vigilante Leonardo José chegou a receber os primeiros socorros, mas morreu no local do crime, com graves ferimentos. Um segundo vigilante foi ferido e levado para o Hospital César Leite, em Manhuaçu. Ambos trabalhavam no Banco do Brasil.
Enviadas para o WhatsApp Portal DA


Troca de tiros assustou, na pequena cidade de Santa Margarida, Zona da Mata mineira: um cabo PM morreu e um vigilante ferido a tiros


Os criminosos pegaram duas pessoas como reféns e, na fuga, dispararam contra o cabo Marcos Marques da Silva, de 36 anos, que morreu com um tiro na cabeça. Os reféns foram levados na carroceria da picape, com as mãos para o alto. Com os reféns usados como escudo, o cabo Marques não pode efetuar disparos contra a picape, avaliam policiais ao assistirem aos vídeos feitos pela população.

Um vídeo, gravado por um morador de Santa Margarida, mostra o momento em que o policial militar, abrigado em uma esquina, é surpreendido pelos assaltantes. Uma viatura da PM, Fiat Uno, dá ré e o cabo fica exposto quando a picape em que estava a quadrilha passou pelo cruzamento.

Abandonada
O veículo com os criminosos seguiu sentido à zona rural do município de Orizânia. A picape Fiat Toro estava com placas PYS-6600, (frias) clonada de outro veículo de Contagem, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. Ela foi encontrada abandonada em São João do Manhuaçu, onde também foram libertados os dois reféns.

A PM foi informada que os criminosos fugiram logo depois em um VW Gol, placa GUE-2860, sentido a Raul Soares. Várias equipes policiais, com o apoio de helicópteros da PM, da Polícia Civil e até do Sistema Prisional, realizaram rastreamento localizando em uma mata, várias armas e munição dos autores, além de coletes balísticos e toucas.

No início da tarde, três indivíduos foram presos e o outro fugiu, em meio a uma plantação de café. As buscas continuavam até o começo da noite de ontem para prender os outros envolvidos. Os três não tiveram os nomes oficialmente divulgados e seriam todos moradores da região da Zona da Mata.
Reprodução


O cabo Marcos Marques da Silva, de 36 anos, foi baleado e morreu na hora



Comando
Todo o trabalho de buscas aos assaltantes é coordenado pelo coronel Edvanio Carneiro, comandante da 12ª Região da Polícia Militar de Ipatinga, que tem jurisdição sobre o 11º batalhão, responsável pelo policiamento naquela região.

O coronel Edvanio, em entrevista ao Portal Caparaó, lamentou a morte do cabo Marcos “Lamentável. Dói muito a todos nós. Perdemos um profissional de segurança pública. Aos olhos da sociedade, muitas vezes passa despercebido sua dedicação. Só que no momento em que ele foi tombado dessa forma, dói muito em todos nós de ver alguém que defende a sociedade ser morto naquele episódio covarde. Temos policiais militares de toda a região, até mesmo policiais aposentados, que se mobilizaram para dar uma resposta à essa grave ofensa à sociedade, ao Estado, à democracia como um todo – representada por esse militar. Estamos todos muito sentidos”.

Onde fica
Santa Margarida é um município da zona cafeeira de Minas Gerais, próximo a Matipó e a Manhuaçu, com acessos às BRs 262 e 116. Nessa época do ano há intensa movimentação de dinheiro por causa da safra do café e a polícia tem intensificado a ação contra criminosos que atuam na região. O cabo Marcos era casado e deixou dois filhos.


Videos gravados pela população mostram ataque de quadrilha a um banco em Santa Margarida, MG


Reprodução

Santa Margarida, na Zona da Mata mineira fica a 189 quilômetros de Ipatinga




Reprodução

O cabo Marcos Marques da Silva, de 36 anos, foi baleado e morreu na hora


Os três primeiros acusados de envolvimento com o ataque, cercados em uma lavoura e presos por força-tarefa policial



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Fernando

11 de Julho, 2017 | 19:47
Rapaz, eu não entendo o porquê de não matarem esses bandidos quando a Polícia fez o cerco. Puta merda!

Tupac

11 de Julho, 2017 | 13:47
Mais uma família despedaçada, mais um pai de família morto e já os bandidos ainda continuam vivos , esse é o nosso Brasil, infelizmente .

Edmar

11 de Julho, 2017 | 08:16
Fico muito triste por essa violência contra ao policial que estava dando sua vida para sociedade, e mais triste por niguem lembra do vigilante ou fazer mensão do nome dele , que além dele impedir o assalto, defendeu as vidas dos funcionários da agencia, dando a sua, e impedindo uma tragédia maior. Minhas pesares para as duas famílias e que Deus confortem os corações.

Patrícia

10 de Julho, 2017 | 23:14
Mais uma família despedaçada, mais um pai de família morto e já os bandidos ainda continuam vivos , esse é o nosso Brasil, infelizmente .

Cristina

10 de Julho, 2017 | 22:36
E muito bla bla bla e pouca açao em favor dos que realmente precisam ser respeitado,dois homens mortos ,com certeza tinha pessoas que os amava e ainda escuto o Coronel Edvanio Carneiro se dizendo solidario,ele mesmo nem na rua sai sozinho ,sem contar o pior que sao nossos governantes ,vergonha de ser brasileira,QUEREMOS LEIS verdadeiras VERGONHA NACIONAL

Manoel Marques de Melo Filho

10 de Julho, 2017 | 21:21
A população tem que se armar pra sua defesa.
Precisamos apoiar os bons policiais, eles têm que ter uma proteção jurídica, pra poder agir, sem medo de represália.
Em toda guerra há morte de inocentes, paciência!
Pena de morte, pra assassinos, e estrupador

Che Que Vara?

10 de Julho, 2017 | 21:09
Poucos assistem o vídeo e tem a interpretação correta da situação que o PM se deparou... Bandidos fortemente armados, com dois reféns, atiro e Mato os bandidos e corro o risco de matar os reféns inocentes ou não reajo pois ali tem reféns inocentes. Um verdadeiro herói, preferiu a morte do que correr o risco de matar os reféns, atitude que poucos teriam, a maioria iria pensar em si, e iria atirar sem pensar em reféns, mataria qualquer um que estivesse a frente de seu fuzil. Que sua família tenha orgulho da sua atitude!

Dinho

10 de Julho, 2017 | 20:34
Quando nossos érois guerreiros tão morrendo defendendo a população brasileira dandoa própria vida em troca de nada esses políticos miseráveis corrupto não se importa com o povo más sim em cada vez más em si mesmo quanto reais a mais eles vão roubar e muito revoltante que até os pequenos municípios não tem mais susego não tem segurança tudo isso por causa desses vermes de políticos corruptos, totalmente lamentável

Peste de Leis

10 de Julho, 2017 | 20:11
Gente vamos acordar para realidade do nosso país, imagine só se nesta cidade na rua aonde nosso querido policial foi assassinado covardemente tivesse uns 20 homens de bem armados legalmente dando apoio aos nobres polícias conter essa peste de vagabundo. Imagine só se o rapaz que estava filmando o assassinato do policial pudesse está metendo bala com um fuzil 556 na direção dos bandidos. Gente a população de bem tem de se armar, temos que poder portar uma arma para nos proteger. Vai o meu apelo aos policias militares, quando se depararem com um pai de família homem trabalhador armando na rua ou no carro em casa lembrem que ele pode te ajudar. Então pra que prender um pai de família armado??? Essa lei você devem cumprila a risca só com os bandidos, vagabundos que só querem o nosso mau. Vamos nos armar tô puto com a morte desse policia, tenho pessoa muito próxima de mim que são militares. E essa corregedoria dá policia também é muito culpada pela morte desse policial. Ele sabe que se atirasse contra os bandidos ia ter um bando de filha da puta pra fuder com a vida dele, hoje a policia anda armando eu nem sei pra que se não pode meter bala!!! Pra que a polícia anda armado??? A corregedoria deveria ir pra rua e combater a criminalidade com flores e parar de prejudicar os polícias de bem!! Se o bandido bate no polícia e sai dá delegacia na mesma hora, agora se o polícia dá uma porretada num vagabundo a corregedoria faz o polícia perde até a farda sem direito algum..... Acorda corregedoria você estão acabando com o respeito dos nossos policiais, estamos travados. Você são os culpados por tanto polícia morto, desmotivado,preocupado com vocês. A 20 -30 anos a policia podia trabalhar direito e era respeito. Bandido tem de se fuder mesmo, bandido só tem direito e de levar tiro na cabeça, bandido não deve ter direito a nada!! Bandido bom é na valeta de cabeça pra baixo no colo do CAPETA!!!!!!!!!!!!! Acorda corregedoria um dia pode ser com um filho seu, sua mulher seu pai , sua mãe sofrendo na mão de um vagabundo. E aí o que voces vão fazer??? Vão seguir as leis na regra ou vai meter bala nos vagabundo??????????? Pensa nisso e para de fuder o polícia

Peste de Leis

10 de Julho, 2017 | 19:51
Fico muito triste pelo policial que morreu defendendo a sociedade que muitas das vezes não reconhece o trabalho que fazemos. Minha cincera solidariedade aos familiares.

Michael

10 de Julho, 2017 | 19:37
Se o policial pudesse exercer o seu trabalho, o seu dever de proteger a sociedade, acho que a cena teria sido diferente. Infelizmente, o policial que veste a farda por "amor a profissão" o final dele é este: morte. Morrer nas mãos de um vagabundo, que os "Direitos Humanos" já devem estar só esperando para poder defendê-los como coitados, oprimidos, e que a família do policial e a sociedade que se d@n3.

Lamentável essa cena estar se repetindo cada vez mais em nosso país.

"passando a mão em cabeça de ladrão"

Luz

10 de Julho, 2017 | 19:01
Leonardo companheiro brilhante profissional cara muito batalhador mais um de nos profissionais vigilantes do Brasil que somos massacrados trabalhamos com poucas condições de trabalho e os governantes o que fazer só roubam e nem ao menos si preocupam com o cidadão de bem que deus venha conforto nosso companheiros que deus continue abençoando todos da familia e que deus venha conforta o coração nesse momento tao difícil

Vania

10 de Julho, 2017 | 18:28
se a pm mata um marginal ordinario desses tem um bando de atoa para defender os "direitos dos manos" brasil um país onde os criminosos tem mais garantias do que os trabalhadores.

Batista

10 de Julho, 2017 | 15:02
Parabéns aos polícias que não tiveram conhecimento da punição e fizeram a própria lei.
Que Deus abençoe vocês polícias corajosos que vamos continuar a ora para todos vocês e suas famílias.

Batista

10 de Julho, 2017 | 13:35
Infelizmente esse Brasil nosso não tem lei se o policial tivesse atirado e matado um ordinário desse ele seria punido.
O rapaz morre com a arma sem poder da tiro nós ordinário isso é tudo culpa desses políticos safado e ladrões turma de ordinário que só olha o lado deles e a segurança do Brasil e da cidade que se dane.
Que Deus abençoe esses policiais corajosos com uma arma não pode se defender coitado da mães,pai,esposa, filhos e parentes amigos.
Nesse Brasil teríamos que ter uma punição rígida nesses bandidos.
Envie o seu Comentário