07/07/2017 18:02:00

Ponte velha não tem risco de cair, diz superintendente do Dnit

Custo do novo projeto é avaliado em R$ 45 milhões, diz prefeito



Wôlmer Ezequiel


Ponte que liga Coronel Fabriciano a Timóteo será reconstruída, informa o Dnit
Nesta sexta-feira (7) foi realizada uma audiência pública no Hotel Metropolitano, em Coronel Fabriciano, para debater sobre a situação da ponte velha, que liga Timóteo a Coronel Fabriciano. O evento reuniu diversos prefeitos da Associação dos Municípios do Vale do Aço (AMVA), deputados, engenheiros e outros profissionais.

Em entrevista ao Diário do Aço, o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes de Minas Gerais (DNIT/MG), Fabiano Cunha, afirmou que as licitações para a reforma da ponte não deram certo, por enquanto e que o projeto de reconstrução da ponte ainda está em análise.

“A proposta do Dnit hoje é fazer um contato mais próximo com a comunidade local, com o intuito de informar o que está acontecendo com as licitações. A gente já fez três licitações para contratação dessa obra desde quando tivemos problema. Duas delas não tiveram nenhuma empresa interessada e a outra, as empresas que apresentaram propostas, pediam um valor muito acima do orçamento permitido pelo Dnit”, ressalta.

Segundo o superintendente, a proposta inicial do Dnit sugeria uma demolição parcial da estrutura, não uma demolição por completo, como indicam os projetos elaborados pela Usiminas Mecânica (UMSA) em março deste ano.

“Aproveitaria uma parte da estrutura que a gente entende está viável e não oferece risco, mas vindo por parte das empresas que trabalham com estruturas de ponte aqui no estado. Então isso gera uma insegurança e quando isso ocorre, a gente traz isso de volta para o Dnit para apresentar outra proposta viável e totalmente isenta de qualquer risco”, explica.

Fabiano Cunha é superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes de Minas Gerais (Dnit/MG)

O superintendente avalia que o prazo para início da reforma vai depender de uma decisão conjunta da superintendência de Minas Gerais com a diretoria do Dnit de Brasília. Já no fim da audiência, o superintendente garantiu que em um prazo de 90 dias será apresentado pelo Dnit uma proposta de solução definitiva para o problema.

Riscos
Questionado sobre o medo que muitas pessoas nutrem, sobre possível queda da ponte, o superintendente afirmou que a ponte velha não oferece nenhum tipo de risco de desabamento e os usuários podem passar por cima dela sem preocupação.

“A gente tem um laudo de engenheiro especialista em obra, constatando que não oferece risco ao usuário, se ela oferecesse qualquer tipo de risco ao usuário, a ponte estaria interditada. É natural em uma obra apresentar fissuras. Isso não quer dizer que a ponte está em colapso ou oferecendo risco de desabamento”, afirma.

Nova ponte
O prefeito de Coronel Fabriciano, Marcos Vinícius, informou ao Diário do Aço que é necessário construir uma nova ponte, não sendo possível reaproveitar nada da antiga ponte. “Eu já estive no Dnit em Brasília para ver sobre essa questão da ponte, e não é simplesmente reformar, mas fazer uma ponte nova com acesso ao anel rodoviário”, salienta.

De acordo com o prefeito, o custo para construir uma nova ponte será em torno de R$ 45 milhões. “Atualmente, são três pontes em uma. Então para esse novo estilo que estamos querendo fazer com os anéis rodoviários, vai ter que ser construída uma nova”, reitera.

PONTE QUE LIGA CORONEL FABRICIANO E TIMÓTEO





Reação dos Leitores





Comentários

Márcio Bidi Pezão

08 de Julho, 2017 | 09:55
MEU FILHO JÁ ESTÁ SE PREPARANDO PARA FAZER O PROJETO, SÓ FALTAM ALGUNS DETALHES , É QUE ELE SÓ TEM 6 ANOS E INICIOU O ENSINO FUNDAMENTAL AGORA, AÍ SÓ VAI FALTAR O ENSINO MÉDIO E A FACULDADE DAQUI UNS 30 ANOS O PROJETO VAI ESTÁ PRONTO MAIS SE TRATANDO DE BRASIL VAI DÁ TEMPO TRANQUILO !!!

Otacilio Pereira

08 de Julho, 2017 | 09:42
Quando cair e houver mortes,eles fazem uma de emergência e continuará a mesma coisa.E os deputados fazendo campanha dizendo que o problema já estava resolvido.é brincadeira

Arthur

07 de Julho, 2017 | 18:25
Então faz uma igual essa em Brasília com os mesmos problemas sr superintendente
Envie o seu Comentário