12/06/2017 10:00:00

Você Sabe O Que São Cuidados Paliativos?




Tête-à-Tête DA com Tallita Franchinni e Tamara Andrade | CUIDADOS PALIATIVOS
Ser diagnosticado com uma doença sem possibilidade de cura não é algo que esperamos no decorrer da vida. Por mais que sabemos que um dia chegaremos ao final dela, não queremos que esse fim chegue carregado de dor e sofrimento.

E para amenizar a dor e dar apoio nesse momento difícil desde o diagnóstico até os últimos instantes da vida é que existem os cuidados paliativos. Durante esse processo, o paciente é visto como um todo, não priorizando somente a dor física, mas também os aspectos sociais, psicológicos, espirituais e emocionais.

Resolver conflitos que talvez o paciente não teve oportunidade de fazer antes de descobrir a doença, buscar se conectar com o seu lado espiritual, comer suas comidas preferidas, ouvir suas músicas, estar ao lado de quem ama é essencial.

É comum algumas pessoas pensarem que por terem sido diagnosticadas com uma doença sem cura, que sua vida acaba naquele momento, mas é muito importante ressaltar que o fim poder ser também um momento de plenitude ,prazer, reflexão e aprendizado.

E exatamente por isso que o símbolo escolhido para representar os cuidados paliativos foi uma borboleta, por ser um inseto que não vive muito, mas mesmo em seu pouco tempo de vida se colore, enfeita, encanta e se transforma várias vezes. É um período onde se pode entender que a vida não se mede só em tempo, mas sim em intensidade.

Às vezes é necessário se chegar ao fim para que haja esse entendimento e compreensão do que é o viver, da forma como conduzimos nossas vidas, se realmente fazemos aquilo que gostamos, se estamos nos dando a oportunidade de tentar e se sentiremos orgulho do que fizemos quando chegarmos no fim de nossa jornada.

Infelizmente, esses cuidados nem sempre são ofertados pelo hospital onde o paciente faz seu tratamento, sendo assim, eles podem ser procurados em outras instituições ou até mesmo por profissionais que fazem esse acompanhamento domiciliar.

E foi com as psicólogas Tallita Franchinni e Thamara Andrade que nós conversamos um pouco sobre esse assunto, um bate papo bem esclarecedor e enriquecedor, que nos faz refletir sobre o real sentido da vida, e se realmente estamos a valorizando da forma que merece. E que tal conferir um pouco sobre esse bate papo?

Dúvidas? Perguntas? Sugestões? Deixe nos comentários!

Por Micaela Sousa

PRODUÇÃO VILLA LIANDA
- Roupa, Sandalia e Acessorios: Villa Lianda https://www.instagram.com/lojavillalianda/ (@lojavillalianda)
- Maquiagem: Amélia Vaz https://www.instagram.com/ameliavazmakeup/(@ameliavazmakeup)
- Fotos: Tailles Heliodoro https://www.instagram.com/sitesocialyte/(@sitesocialyte)
MAIS FOTOS

Reação dos Leitores





Comentários

Angelina Guedes

15 de Junho, 2017 | 21:44
Adorei o tema. As entrevistadas falaram super bem. Nos fazem refletir sobre a nossa própria morte e sobre como estamos vivendo o hoje. Ótimo trabalho.
Envie o seu Comentário