26/05/2017 16:38:00

Casal viaja de Ipatinga até o Canadá de carro

O casal passou por 17 países, entre eles Argentina, Colômbia, Guatemala e Estados Unidos



Tiago Araújo

Álbum pessoal


A viagem do casal ipatinguense durou ao todo dois anos
Os ipatinguenses Lucas Gonzaga, de 33 anos, e Alice Miranda, de 30, trabalhavam como engenheiros quando decidiram fazer uma viagem de carro entre 2015 e 2017, partindo de Ipatinga até o Canadá. O casal passou por 17 países, entre eles Argentina, Colômbia, Guatemala e Estados Unidos. Em entrevista ao Diário do Aço, os dois contaram alguns detalhes da viagem.

Diário do Aço: Como foi essa ideia de uma viagem pelo continente americano?
Nós saímos com a proposta de fazer uma viagem de carro pelo continente americano. Primeiro descemos pelo sul de Minas Gerais, em direção ao sul da Argentina, mas com o objetivo final de contornar o continente e chegar ao Canadá. Para realizar essa viagem, compramos um carro espaçoso, no qual era possível dormir e cozinhar dentro dele. Passamos por 17 países, percorrendo um total de 80 mil quilômetros. A gente saiu no dia 15 de fevereiro de 2015. Retornamos dia 15 de fevereiro de 2017.

D.A: Quais foram as principais dificuldades enfrentadas?
As dificuldades maiores eram com as coisas básicas que a gente não tinha, como água e local para dormir em segurança. Então, todo dia a gente tinha que buscar água, tanto quanto para consumo, quanto para limpeza, e encontrar um lugar seguro para dormir. Essas foram as maiores dificuldades enfrentadas. Além de outros problemas do dia a dia, como estrada ruim, policial corrupto, fronteiras e pneu vazio.
Wôlmer Ezequiel


Lucas e Alice durante a entrevista ao Diário do Aço

D.A: Qual foi a estratégia para a viagem ficar mais econômica?
A gente tinha planejado viajar durante 500 dias, mas ao longo da viagem fomos aprendendo a economizar. Então, além de receber convites de pessoas desconhecidas para dormir na casa deles, vimos que podíamos dormir sempre de graça dentro do carro, desde que fosse estacionado em um local seguro. Quase 90% das nossas noites não foi preciso pagar nada para dormir. Outra forma de economizar era cozinhar no carro, em vez de almoçar em restaurante, e a gente fazia a nossa própria comida. Tudo isso contribuiu para estender a nossa viagem por mais dias.


D.A: Quais foram os lugares que acharam mais interessantes?
Cada país tem a sua peculiaridade. A cultura de cada um é bem interessante. E a natureza deles em si é bem legal. Gostamos muito da região da Patagônia, que é no sul da Argentina, e do Chile. É bem bonita a paisagem. Assim como o Peru, que tem pontos muito bonitos também. A Guatemala, na América Central, surpreendeu bastante, já que não conhecíamos muito sobre ela. E é um país muito rico em cultura e belezas naturais. Além desses, os parques nacionais dos Estados Unidos e do Canadá também são bem interessantes. Inclusive, gostaríamos de acrescentar o Brasil nessa lista. A gente não pode conhecer todo o território brasileiro, porque é muito grande, mas os lugares nos quais fomos, no Centro-Oeste, Tocantins, Goiás, Mato Grosso do Sul, são bem bonitos, ou seja, compensa muito viajar pelo nosso país.
Álbum pessoal


O casal conseguiu economizar de várias maneiras durante a viagem

D.A: O que recomendariam para alguém que tenha interesse em viajar desse modo?
Se for alguém querendo viajar de carro, é preciso programar um pouco. Hoje, com a internet, fica fácil pesquisar os lugares. Além disso, tem como baixar aplicativos que ajudam na viagem, que mostram quais são os postos de combustíveis mais baratos, locais para dormir e restaurantes com um preço melhor. Se a pessoa quiser economizar mais ainda, pode dormir dentro do carro ou acampar, aproveitando a natureza. No geral, a dica é tentar conhecer mais a cultura local, conversando com as pessoas para aprender mais da vivência delas. Essa aproximação com a cultura dos estrangeiros, seja participando de um almoço exótico ou conhecendo um costume do cotidiano deles, é o que torna a viagem mais marcante. Certamente é melhor fazer uma viagem neste estilo que fizemos, do que ficar pegando um avião e dormindo em hotel. Encontramos uma forma de aproveitar muito mais os lugares.

MAIS FOTOS
Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Comentários

Thiago

31 de Maio, 2017 | 05:11
Queria saber como foi a passagem pelas fronteiras esse já tinham tirado o visto para estes países que precisa obrigado

Gilberto Brito

28 de Maio, 2017 | 17:36
Que maravilha, sensacional!
É algo que se concretiza, mas ainda como um sonho.
Sou da região de vcs e adoro aventura desde naipe.
Parabens ao casal pelo alcance do ideal.
Basta querer que tudo acontece.
Caso estiverem em outra aventura, nos conte.
Felicidades e fraternal abraço.

Guilherme Teixeira

28 de Maio, 2017 | 15:47
Gostaria de saber algumas dicas sobre a passagem da colombia para o Panama! Tb sou ipatinguense! Vlw

Cláudio Alves

28 de Maio, 2017 | 12:20
Muito bacana essa viagem que vocês fizeram ! Eu também tenho um projeto nos mesmos moldes , porém divididos em três etapas; A primeira será conhecer todo o Brasil, depois a América do Sul e na sequência a América do Norte. Parabéns pelo o projeto aventureiro. Abraços

Sérgio Pacheco Filho

28 de Maio, 2017 | 11:26
Deve ter sido uma experiência fantástica, poder ver e viver coisas novas a cada dia, parabéns!

Fábio

28 de Maio, 2017 | 07:41
Admiro quem tem essa coragem, Parabéns. Mas não quero isso pra mim não, nesse mundo de tanta violência é melhor ficar por aqui mesmo.

Ronan

27 de Maio, 2017 | 22:05
Muito bom, com certeza uma experiencia única e inesquecivel, Muito interessante a forma como realizaram a jornada, como aproveitaram de uma forma diferente o turismo, parabens ao casal.

Vanessa Alves Avelar

27 de Maio, 2017 | 19:37
Nada melhor para novos conhecimentos e experiências do que viajar!

Anderson

27 de Maio, 2017 | 18:32
Quero ir pro japao de moto , uma honda biz 125 cilindrada ....

Edmilson Silveira

27 de Maio, 2017 | 12:48
Hahahaha!! E isso significa o que? Que todos nós devemos nos arriscar numa aventura assim? E isso acrescenta o que na vida do povo, principalmente do Vale Do Aço; Onde a maioria cumpre horários de serviço? E isso acrescenta o que na conjuntura atual do país? Bora trabalhar gente!! Bora dar valor a quem merece, a quem faz algo de útil na vida. Inclusive, apenas para lembrar que não são os primeiros e não serão os últimos. Brazziuuulll.

Juam

27 de Maio, 2017 | 12:26
Fantástico! Sempre imaginei uma viagem assim de motorhome... Parabéns ao casal!
Envie o seu Comentário