28/05/2017 19:00:00

Crise Previdenciária, MITO OU VERDADE?




YouTube
Vira e mexe nos deparamos com a seguinte especulação, “a previdência pode quebrar?”. Será que corremos o risco de não receber por aquilo que pagamos? Afinal, como funciona?

Os argumentos usados por aqueles que afirmam a quebra da previdência, é que temos menos pessoas trabalhando e mais pessoas recebendo, isso acontece devido à expectativa de vida dos brasileiros terem sido alteradas nos últimos anos. Daí então surge às propostas para possíveis reformas, onde o trabalhador irá contribuir mais e receber por menos tempo.

Em abril foi instalada pelo senado uma CPI da Previdência para investigar o rombo e casos de fraudes. Para o relator, o principal objetivo será avaliar se há outras opções para resolver o problema da Previdência que possam amenizar a reforma em andamento.

O que se questiona muito é sobre o real direito que nós cidadãos e trabalhadores temos, a partir do momento que se entra em um “jogo”, como foi dito pelo relator Hélio José, se espera que as regras permaneçam as mesmas até o final. É claro que mudanças, acordos, são permissíveis, desde que seja algo legal e transparente, e a CPI busca exatamente isso, entender o que está sendo mudado e o porquê de estar sendo mudado.

Pra onde vai todo o dinheiro que contribuímos? A contribuição do trabalhador é a única receita da previdência? Pode mesmo haver essa “falência”? Onde estão às contas, orçamentos, os cálculos reais?

Infelizmente nós brasileiros não nos envolvemos ou interessamos em alguns assuntos ou departamentos, e só abrimos nossos olhos quando o leite já se derramou ou quando nossos direitos já nos foram tirados. Se informar mais, exigir clareza é fundamental, mesmo sabendo de todas as falhas e de todo caos que a política brasileira enfrenta atualmente.

E para trazer mais conteúdo e informação, foi que convidamos o advogado e também professor Clênio Santos, em um bate papo bem esclarecedor pra você, que assim como qualquer brasileiro hoje, teme não conseguir se aposentar ou ver seus direitos se escorrendo pelo ralo.

Dúvidas? Perguntas? Sugestões? Deixe nos comentários!

Por Micaela Sousa



Encontrou um erro? Comunique: falecomoeditor@diariodoaco.com.br


Aviso - Os comentários não representam a opinião do Portal Diário do Aço e são de responsabilidade de seus autores. Não serão aprovados comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes. O Diário do Aço modera todas as mensagens e resguarda o direito de reprovar textos ofensivos que não respeitem os critérios estabelecidos.
Envie o seu Comentário